O acontecimento radical

A sensação era de estar no meio de um terremoto. Realmente perdi o chão naquele dia. Fui sacodida dos pés à cabeça. Fiquei estarrecida, chocada e sem palavras quando a minha médica falou da possibilidade de eu estar com câncer. O quadro parecia grave e o tumor parecia surgir do ovário. Era tudo muito incerto e assustador à luz daquele primeiro diagnóstico.

Eu estava no Canadá quando tudo isso aconteceu, quase na metade do meu segundo ano de doutorado em Ciências da Rehabilitação na Universidade de Toronto. Não tive tempo nem de ir à festa de final de ano do meu departamento. Apertei o pause em todas as minhas atividades naquele momento e corri atrás de um daignóstico mais certo. Após consultas e conversas com oncologistas de renome, a certeza era de que eu teria que me submeter à cirurgia com urgência. E somente após esta e o exame histopatológico, o diagnóstico de câncer seria confirmado ou negado.

Apesar de ter o suporte de amigos queridos no Canadá para passarem comigo esta fase, a primeira coisa que pensei foi na minha família no Brazil. E como estar perto deles seria fundamental tanto para mim quanto para eles! Não pensei duas vezes em comprar as passagens e fazer todo o tratamento perto da minha família. Então, a menos de uma semana do primeiro diagnóstico (17 de Dezembro de 2010), estava eu sendo submetida à cirurgia para a retirada e avaliação do tumor (11 de Janeiro de 2011). Resultado? Teratoma imaturo de células germinativas em ovário esquerdo. Antes da cirurgia, a médica me deu 3 hipóteses diagnósticas: 1. tumor benigno, 2. tumor maligno fácil de tratar e com prognóstico de cura, e 3. tumor maligno difícil de tratar e com prognóstico ruim. O meu resultado correspondia à opção 2. Aleluia!

A cirurgia foi um sucesso, e considerada ótima pelos médicos do CAISM – UNICAMP. O meu ovário direito e útero estavam preservadíssimos e saudáveis para uso futuro. A recuperação também foi boa. E foi durante essa fase que a “ficha começou a cair” e o aprendizado com este acontecimento radical tomou forma em minha vida.

E são as experiências mais significativas desse processo que farão parte das primeiras páginas deste blog!

Anúncios

Marcado:,

7 pensamentos sobre “O acontecimento radical

  1. DRIKA 29/06/2011 às 00:24 Reply

    GOD BLESS U!!! ELE É BOM D+ BJOOOOOO SDD

  2. Vania Lima 30/06/2011 às 23:22 Reply

    Como a vida eh engraçada, dia 17 de dezembro eu comemorava mais um ano de vida… mas ambos os episódios sao marcantes, eu na minha história de vida e vc com a sua, ambas vivendo e aprendendo. Muito bom conhecer sua história e ver como a vida e os fatos de entrelacam, trazendo a tona coisas em comum, mesmo que seja uma simples data, mas marcante e importante para ambas, de maneira diferente, mas inesquecível 😉

  3. Cintia 04/07/2011 às 17:42 Reply

    Miga…
    é incrível, ver a mudança em sua vida… ver que hoje vc é uma outra pessoa, mais saudável e equilibrada, mais bonita… por dentro e por fora!!!

  4. […] disse no primeiro post, foi aterrorizante descobrir a possibilidade de um câncer e não ter o conforto da minha família […]

  5. carolina nunes 15/08/2011 às 17:12 Reply

    Andresa passamos por uma situação muito parecida quando minha filha estava com 3 meses senti dores fortes e no mesmo dia já estava sendo operada com suspeita de ca de ovário d, mas graças ao meu bom Deus era um tumor benigno.Desejo-lhe tudo de bom desta terra mesmo 10 anos passados vcé muito querida .bjsssssssssss

  6. […] A boa assistência médica começou lá no Canadá! Agradeço à Dra. Anna Millers, minha médica de família em Toronto, por por sua preocupação e carinho durante a assistência nos primeiros momentos do acontecimento radical. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: