O que aprendo com os meus amigos longevos

Eu e meu marido somos pessoas que valorizam muito a amizade com pessoas idosas. Temos grandes amigos que nos inspiram com sua longevidade, alguns já estão na casa dos 80 e dos 90! Muito ativos e cheios de vitalidade. Tanto no Brasil quanto no Canadá Deus nos presenteou com a amizade de amigos longevos e que nos ensinam muito como viver a verdadeira vida. Aqui eu trago oito lições que aprendi e que ainda aprendo com esses queridos amigos:

  1. Não reclamam da vida: é impressionante como isso é uma atitude comum a todos eles. Eu nunca vi nossos amigos longevos reclamando da vida, do clima, dos filhos, das dores, da velhice, de ninguém. Eu e meu marido já fizemos um exercício de tentar lembrar de alguma reclamação deles. Nada nos veio à mente. Duas dessas amigas, já em sua terceira idade, passaram pelo tratamento de câncer. E nem assim reclamaram. Encararam como um fato da vida que estavam sobretudo no controle de Deus. Além de não reclamarem de nada, também não dão muito ouvidos às nossas reclamações. Quando reclamamos com eles de alguma coisa, eles logo abreviam a conversa e dizem, “ok, vamos orar sobre isso!”.
  1. Estão sempre gratos por alguma coisa: ao invés de reclamarem, nós sempre vemos neles gratidão. Estão sempre dando graças por alguma coisa. Por alguma bênção na família, por uma conquista do neto ou de um filho, pela fruta no pé no quintal de casa, pela cachorra que está saudável, e o motivo maior de sua gratidão, por alguém ter aceitado a Jesus como Salvador! Assim eles se alegram profundamente por saber que aquela pessoa não vai mais perecer eternamente.
  1. São ativos fisicamente: seja caminhando com o cachorro, jogando tênis, nadando 3 vezes por semana, ou simplesmente visitando aqui e ali, nenhum dos nossos amigos longevos são sedentários.
  1. São ativos intelectualmente: muitos deles já foram professores, educadores, ministros e missionários. Têm como hábito a leitura da Bíblia, de livros, de artigos, e ainda se informam sobre o que acontecem no mundo. São intelectuais e antenados com a atualidade. Alguns deles ainda escrevem artigos para revistas em seus plenos 80 e 90 anos.
  1. Têm uma dieta equilibrada: quando vamos à casa deles sempre os vemos comendo de tudo, mas não são glutões. Comem o necessário para a idade. E dão preferência à comidinhas saudáveis. Quando jovens, tinham a vida bem ativa e nunca mencionaram pra gente que fizeram dieta.
  1. São sociáveis: esses nossos amigos vivem rodeados de pessoas, da família, dos amigos da vizinhança e da igreja. Eles têm a agenda cheia de encontros sociais. Sempre estão visitando e sendo visitados. Gostam de estar com pessoas. E as pessoas amam estar com eles.
  1. Respeitam o descanso: mesmo tendo a agenda cheia de compromissos, eles sabem da necessidade de descansar e zelam por isso. Sempre que ia visitar um dos casais de amigos lonjevos, eles marcavam a visita para depois da soneca do Domingo. Todos nós precisamos de um dia de descanso por semana. Um dia para andar devagar, para contemplar, para bater papo sem pressa e para adorar ao Senhor.
  1. Têm Jesus no coração: por último e não menos importante, nossos amigos longevos têm seus corações guardados em Deus. Esperam em Deus o renôvo de suas forças antes de qualquer coisa nesse mundo. Entregam para Deus os problemas e esperam nEle a solução. Espalham o Amor de Jesus por onde passam. Oram juntos todos os dias por todos os membros da família, pela obra de Deus, pelos desafios. Não são escravos do medo, mas andam com confiança nAquele que é maior.

Um dia desses eu perguntei a um deles, “Pastor, qual é o segredo de ter uma família tão abençoada?”. Eu achei que ele ia sentar comigo e me ensinar os 10 passos para se ter uma família abençoada. Ele disse “É Deus que dá e é Deus que cuida”. Vale ou não à pena deixar tudo aos pés do Senhor? Tenho certeza que o modelo de serviço e temor a Deus, associado às orações diárias por sua família, impactaram positivamente a vida de seus mais de 50 frutos!

A atitude desses amigos também têm impactado a nossa vida profundamente. São verdadeiros mentores na nossa caminhada com Deus. Nos inspiram a viver uma vida longa e temente ao Senhor. Nos ensinam o que realmente importa nessa vida. Já adquiriram a sabedoria. E esta os enriqueceram muito mais do que o dinheiro. A alegria e o contentamento são exalados de seus corações. E a esperança de uma vida com o Senhor os fazem não temer a morte. Pelo contrário, eles vivem como se tivessem mais 90 anos pela frente!

Aos nossos Amigos longevos, o nosso amor e a nossa gratidão pela amizade de vocês!
Cherry_Blossoms

Anúncios

Marcado:, , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: