Arquivo da categoria: Consultas médicas

Todo o dia é dia de combate ao câncer

Ontem foi mais um dia de renascimento! Cheguei do médico com mais uma notícia que meus exames estão “absolutamente normais”. Essa foi a resposta do meu oncologista. Eu nunca vou ao oncologista dando como certo que meus exames estão normais, apesar de estar fazendo a minha parte. Eu tive um câncer muito agressivo e as chances dele voltar não são zero. Então quando recebo a notícia, “seus exames estão normais!” para mim é uma alegria imensa, uma gratidão profunda por viver e por toda a boa transformação que o câncer me causou e ainda me causa. Me sinto agraciada por Deus por Ele me dar a tão preciosa vida! Me sinto presenteada! Minha vontade é de dar uma festa!

Bom, e a minha responsabilidade em tudo isso? Eu tenho certeza que Deus me curou. Eu tenho comigo escritinho o diagnóstico médico de quando cheguei ao Brasil. Deus certamente mudou o meu prognóstico de cura ali antes mesmo da cirurgia. E quando então eu acordei da cirurgia com um prognóstico melhor do que o esperado, eu tive a certeza que queria viver uma vida melhor! Pedi a Deus que o que Ele tinha para mudar em mim que Ele mudasse. Que Ele me ensinasse a viver integralmente. E que me ensinasse também por qual razão eu tive um câncer de ovário.

A primeira coisa que descobri que me alimentava mal. No meu dia-a-dia eu comia o básico, arroz, feijão, salada (alface e tomate) e uma boa dose de bife vermelho + muito suco doce ou refri depois do almoço + chocolate no meio da tarde + açucar com café (não era café com ácúcar), vários cafezinhos açucarados durante o dia etc… pequenas doses de veneno para as minhas células cancerosas que um dia dormiam. Eu penso que uma dieta desbalanceada com um coração e mente balanceados não surte tanto efeito em gente nova. Para muitos, uma dieta ruim só fará diferença lá na quinta ou sexta década de vida. Mas para mim, que tinha essa fragilidade em minhas células, foi uma dieta venenosa em doses homeopáticas que acelerou o aparecimento do meu câncer aos 33 anos de idade.O livro Anticâncer do Dr. Servan-Schreiber foi um instrumento de Deus na minha vida para me alertar de como maus hábitos alimentares associados ao stress mental e emocional podem “turbinar” células cancerígenas em nosso corpo.

Eu agradeço muito a Deus pela redescoberta de quem eu sou. Ainda diariamente eu lido com muitas de minhas fraquezas, mas hoje eu sei que as tenho, antes não. E hoje eu sei entregá-las a Cristo, antes não. Antes eu achava que todo aquele emocional nervosinho, medroso e ansioso, aquela mente muitas vezes orgulhosa, não iria me causar mal algum. Engano total! Alguém disse “você é o que você come”. Hoje eu acrescento “você é o que você come e o que você pensa”. E aprender a repensar a vida foi essencial para me garantir a saúde depois do câncer. Hoje, quando as emoções doentias me atacam, eu vou até o Senhor, respiro fundo, entrego a Ele os meus medos e ansiedades, agradeço pela sua Graça e Amor e sigo em frente! Sim, precisamos seguir em frente! Deus nos chama a não olhar pra trás, a não nos vestirmos do velho homem novamente! A renovarmos nossa mente nEle! A estarmos pronto para perdoar e nos livrarmos de ressentimentos! Que coisa boa é praticar isso! Dá uma leveza  na alma e no corpo incrível! O evangelho de Jesus é realmente integral! A conclusão foi, quanto mais você segue os ensinamentos do Mestre, melhor você vive!

Até aqui, sendo uma sobrevivente do câncer, tenho conversado com muitas colegas de tratamento, lendo sobre a doença, e lendo os doentes. Eu acredito firmemente que o câncer não é uma doença fatalítica na maioria dos casos. Daquele tipo “não sei porquê tenho câncer”. Assim como a maioria das doenças crônicas, a maioria dos cânceres está ligada a processos inflamatórios e de mutação doentia das células que são na maioria causados pelo nosso estilo de vida e pelo “mundo cancerígeno” em que vivemos (há substâncias tóxicas para todos os lados). Por isso eu acredito que na maioria dos casos, não é somente a mutação celular randômica que causa o câncer. Há evidências fortíssimas indicando o aumento do câncer com a ingestão de açúcar, de carnes açucaradas por rações e bombadas de hormônios, com o sedentarismo, produtos químicos, tabaco, stress mental e emocional, obesidade, e promiscuidade sexual. O câncer parece estar longe de ser azar. Basta olharmos para o mundo em que vivemos e para dentro de nós mesmos.

Então queridos leitores, eu não sei se meu estilo de vida está prolongando os meus dias aqui na terra. A vida e a morte pertencem ao Senhor da Vida. O que eu sei dizer é que hoje eu vivo melhor! O meu desejo para você é que você não espere acontecer algo dramático em sua vida para ter um estilo de vida mais saudável. O combate ao câncer começa ao nascer e continua por todos os dias!

Feliz Dia do Combate ao Câncer!

Nascer da esperança

Anúncios

Hoje o meu coração floresceu de esperança

Hoje compartilhei com uma amiga de trabalho que não imagino a minha vida sem Deus. Eu sei que tem gente que consegue viver sem Deus. Que pensa estar no controle de sua existência e tal.

Eu não sou assim. E eu já não era assim. Mas, depois da experiência radical de se ter um câncer, cada dia dependo mais de Deus para viver. E cada dia me aprofundo mais no conhecimento desse Deus lindo e maravilhoso que demonstra sua bondade sobre a face da terra.

Hoje eu sinto que a cada 6 meses eu nasço de novo. A cada 6 meses tenho que passar pelos exames médicos, os mesmos que detectaram o meu câncer. E sempre que eu recebo a notícia “seus marcadores estão negativos”, eu sinto que eu tenho uma nova chance de viver! E o meu coração floresce de esperança!

Parlamentos

E de gratidão.

Obrigada meu Deus pela vida. Por esse presente que o Senhor nos dá todos os dias. Obrigada, Senhor, por me ensinar o Seu caminho. O caminho da verdade, do amor e da esperança! Um caminho cheio de vida e de alegria em Cristo!

A plantinha que fala ao meu coração

Se você segue o meu blog ou meu Instagram, ou é minha amiga no Facebook, já deve ter notado que eu não me canso de tirar fotos de flores, especialmente de um hibisco que tenho em casa.

Esse hibisco é muito especial para mim, pois revela o quanto Deus cuida dos que são seus em épocas menos favoráveis para “florescer”. Na época em que eu fazia o tratamento do câncer, o hibisco pertencia a uma amiga. Pois foi um presente que eu dei a ela de aniversário 2 meses antes de eu deixar o Canadá por causa do câncer. Ele era pequeno, mas florescia muito. E continuou florescendo durante todo o inverno, mesmo com o pouco cuidado que a minha amiga dava ao hibisco durante o inverno. Quando a primavera chegou, ela colocou o hibisco em seu jardim e os esquilos comeram todos os seus botõezinhos. Então ela volta com o hibisco para dentro de casa e ele continuava a florescer.

Na época que eu estava fazendo o tratamento no Brasil, a minha amiga viajou e ficou fora por alguns dias. Na volta, encontrou o hibisco completamente seco e sem flores, caindo aos pedaços. Era exatamente a época em que iniciava a quimioterapia. Ela sempre me mandava fotos dele, me mostrando que o hibisco florescia em condições menos favoráveis possíveis, e me encorajava com as lindas flores do hibisco. Mas, naquele dia em que ela o encontrou totalmente seco, ela pensou que ele nunca iria florescer. Era a época em que perdia meus cabelos.

Então ela começou a aguar o hibisco desesperadamente e pensava “eu não vou atualizar a Andresa desse último acontecimento. É tão desencorajador!”. Um tempo depois… bem na última semana de quimioterapia, quando eu ainda estava bem fraca, ela me manda uma foto (foto 1 abaixo) com o hibisco mais vivo do que nunca e com dupla floragem e escreve “assim como a Andresa perdeu todos os seus cabelos, essa plantinha perdeu todas as suas folhas e flores, e agora com o seu novo florescer ela nos lembra que a Andresa está voltando mais saudável e mais bonita do que nunca” (tradução literal dela, mais saudável sim, mais bonita não sei). Só sei que abri aquele email assim que cheguei em casa, depois do tratamento. Eu nunca pensei que uma foto de hibisco fosse trazer tanta esperança ao meu coração. Senti o meu coração aquecido naquele momento. As palavras da minha amiga pareciam vir diretamente de Deus falando ao meu coração “eu te farei florescer”. E olhando para as minhas forças e condições naquele momento, não podia acreditar que floresceria novamente daquela forma. Mas, quando olhava para o hibisco, o meu coração se enchia de esperança.

Então eu volto ao Canadá, e o hibisco está lá firme e forte. No começo do Outono passado, numa visita à casa dessa minha amiga, ela me oferece o hibisco de volta. Eu disse assim “mas como? o hibisco é presente meu pra vc!”. E ela prontamente respondeu, eu estou com medo de que ele não floresça nesse inverno e não queria vê-lo seco novamente. Dentro da minha casa não tenho mais espaço pra ele. Ele cresceu muito. Leva pra sua casa e continua a cuidar dele por lá. O hibisco estava enorme e com uma única florzona enorme e amarela, como essas da foto. Mas, logo em seguida ela cai e daí não sabíamos se ele floresceria de novo no inverno canadense e sem luz direta do sol. Nosso apartamento não tem sol durante o inverno.

Enfim, desde que o trouxemos para nossa casa, o hibisco não pára de crescer e de florescer (foto 2). E coincidência ou não, ele floresce em dias em que as condições não são muito favoráveis. Como no dia da minha segunda cirurgia, por exemplo. Passamos 6 dias no hospital sem ver a cara do hibisco. E sem o hibisco ver água. Quando recebi alta, e quando voltamos para casa, lá estava ele nos recepcionando com uma linda flor. Novamente Deus fala, “eu que sustento a vida, independente das circunstâncias, não temas”. E o hibisco vem florescendo durante todo o inverno bem no canto da janela da nossa sala.

Hoje foi o dia em que tive consultas médicas. É um dia de reflexão para mim. Me sinto melancólica, emotiva, com medo, enfim, fico meio triste. Deus sabe. Meu marido também sabe. Daí quando chego em casa agora, advinha quem eu encontro? Ele mesmo. O hibisco. Com mais uma flor linda e vibrante num dia frio e nublado (foto 3). Num dia nublado dentro do meu coração. Quando olho para essa linda flor, penso na minha história. Penso no sustento de Deus em cada momento da minha vida. E penso que ele nos encoraja todos os dias a viver, e a viver com esperança e sob os Seus cuidados.

“Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma.”
João 15:5

Hibiscus_history

Saindo do “pit stop”

Estava indo eu com toda a velocidade correndo as primeiras semanas do meu quarto ano de doutorado quando de repente sinto uma dor forte no abdomen que me fez parar.

A dor era familiar, e muito intensa. Já a havia sentido antes (4 vezes) após a minha cirurgia para remoção do câncer em 2011. Essa dor é resultante de uma obstrução intestinal causada por aderências de cicatrização que acontecem geralmente após cirurgias extensas de abdômen, como a laparotomia por exemplo. O que foi o meu caso. Essas aderências são chamadas de brida. E durante as 4 crises de brida que tive no Brasil, ainda no primeiro ano pós-cirúrgico, tudo se resolveu com medicação para dor e para relaxar as alças intestinais. Um alívio para mim e para minha família! Mas, o médico nos avisou que isso poderia acontecer novamente e a qualquer momento.

Poderia ter acontecido durante meu casamento, durante uma viagem, durante a visita da minha família aqui, durante meu exame de qualificação, mas graças a Deus que não. A última crise de brida (se Deus quiser) aconteceu há 2 semanas atrás, mas a cirurgia foi a única solução dessa vez.

Apesar de toda a aflição de passar por uma cirurgia grande daquela de novo, eu e meu marido estávamos confiantes no Dono da Vida! E naquele momento de entrada no bloco cirúrgico entregamos tudo nas mãos de Deus. Ele conduziria da melhor forma!

E conduziu! A cirurgia foi um sucesso e agora aqui estou… indo para a terceira semana de recuperação, Hibiscussaindo do meu “pit stop”. Tive que pisar no freio e desacelerar projetos e tarefas do dia-a-dia. Agora, depois da troca de óleo, abastecimento, reparos e ajustes mecânicos começo a acelerar os motores para a volta à corrida.

Que bom ter o meu marido aqui comigo, com seu amor e carinho constantes (te amo cada dia mais!). Que bom ter o Skype 24 horas para a família amada acompanhar os fatos! Que bom ter tido o carinho e o apoio de amigos por perto! E que bom ter as orações de todos que me querem bem!

Essa semana ainda será de transição. Não poderei sair correndo. Mas, só de poder começar a aquecer os motores para a volta, já estou feliz! 🙂

Mais uma vez pude experimentar que, em Cristo Jesus, Deus nos sustenta em todos os momentos de nossa vida. Estar e viver nEle é a melhor coisa do mundo! Não sei o que seria de mim sem esse Amor tão lindo e incondicional de Deus. Sem essa alegria que brota até quando choramos. E sem essa paz que reina até quando sofremos.

E assim, renovada em Seu Amor, vou seguindo do repouso completo para a volta às atividades. Sabendo que sim “tudo posso nAquele que me fortalece”. Amém!

Estudando em tempos de exames médicos

Não é nada fácil focar nos estudos, como tenho que fazer nesses próximos 12 dias, esperando os resultados dos marcadores do câncer. Para quem é um sobrevivente do câncer sabe que época de exame é época de ficar ansioso e de pensar no que aconteceu e se vai acontecer de novo e tal. Se você não é assim, ótimo. Eu sou. Por mais que eu tente não me preocupar, quando chega a hora de pegar resultado de exame de sangue sempre passa um filme pela minha cabeça… daqueles “de volta para o futuro”. Eu imagino um futuro com e sem câncer e começo a criar histórias na minha cabeça. Estou sendo o mais sincera que posso aqui.

De vocês eu até poderia esconder meus anseios e ansiedades, mas de Deus isso nunca será possível! Ele sabe quando me assento e quando me levanto, Ele sabe quando eu estou confiante e quando eu estou com medo. Ele sabe de tudo! E as vezes eu penso que é isso que afasta algumas pessoas de Deus sabia? Saber que tem um Deus que olha por você o tempo todo. Pode parecer mesmo assustador, mas para mim é consolador!!!

Eu tenho Deus como Pai. Eu sei e declaro que Deus é o Senhor do Universo, o Criador de todas as coisas, Santo Santo Santo e temível. Mas sei também que por meio de Jesus Ele é o meu Pai, aquele que chega perto para te acolher em momentos de certezas e incertezas, que te disciplina quando precisa, mas também se alegra quando você alcança alguma vitória!

Hoje eu senti Deus me abraçando quando eu tive medo de ligar para a enfermeira, ansiosa por saber os resultados mesmo antes da consulta, que é dia 20 de Agosto. Eu senti que Ele me entendia perfeitamente por estar ansiosa, porque o que passei foi realmente assustador e tenho medo de passar de novo. Ao invés de ficar me julgando Ele me acolheu nas minhas fraquezas e dúvidas mais íntimas.

Então eu liguei… quando a enfermeira atendeu meu coração tremeu. Tremeu porque esses dias estava com alguns sintomas de elevação hormonal e pensei que poderia estar vindo do ovário. Daí ela foi me informando de todos os resultados. Falou de cada marcador. E o coração foi se acalmando à medida que ela relatava doses normalíssimas dos marcadores. Ou seja, está tudo normal!!! Graças a Deus que sustenta minha vida dia após dia!!!

Estou escrevendo este post em lágrimas. Não de vergonha por ter duvidado do resultado, mas de emoção e alegria por ter um Deus que me ama mesmo assim. E que exatamente agora se alegra comigo por eu não ter mais o câncer!!! Ele esteve presente quando eu adoeci!!! E tb está presente a cada dia da minha cura!!!

Só tenho a agradecer a esse grande Deus!!! Ao poder de Jesus Cristo que opera maravilhas por meios floresnaturais e sobrenaturais sustentando a minha cura até aqui!!! Ó Pai, muito obrigada!!! Eu sei que isso é fruto da Tua misericórdia e do Teu amor que me recebe e me redime assim mesmo como sou.

Agora vou lá, enxugar as lágrimas aos pés de Jesus, e continuar meus estudos com afinco e dedicação! Pois é também para isto que o Grande Deus tem me sustentado até aqui! A Ele seja a Glória!!!

Um pré-sentimento errado e o marido certo!

Olá queridos leitores,

O problema era um cisto. E ele é novamente funcional! Aleluia! Já falei aqui sobre cistos funcionais no ovário da mulher. E era isso mesmo o que estava acontecendo comigo! Nada grave! 🙂

Pois é isso… o meu pre-sentimento era de medo (real) e insegurança que se contrapunha à voz do Meu Deus dizendo “não temas”. Por alguns dias estava difícil ver o câncer como uma bênção na minha vida. Eu sei que foi! Não tenho dúvidas! Mas, eu tentava lembrar de como Deus me sustentou naquele período tão difícil e mesmo assim não conseguia sentir a segurança completa… E durante essas semanas de medo (sim, porque os sintomas duraram um mês inteiro) e desconfiança, Deus foi intimamente lapidando a confiança e derramando a paz. Ele foi trabalhando no meu íntimo com toda a paciência de Pai, me ensinando a confiar nEle independente do resultado.

E eu não cheguei a um nível de confiança mais elevado sozinha não. Esse mês faz 8 meses que eu casei com o Carlos, o marido que Deus me deu de presente. E cada dia tenho a certeza que tinha que ser ele mesmo. Ele caminhou comigo juntinho, acalentando os meus chôros, orando comigo, lendo a Bíblia juntos, ministrando mesmo sobre a minha vida, com toda a paciência, amor e leveza que pareciam vir diretamente de Deus! Conversamos sobre a possibilidade do câncer voltar e ele só disse uma frase “em tudo Nosso Deus será glorificado!”. E essa verdade batia no meu coração e me fazia refletir profundamente sobre essa realidade de Deus ser glorificado em momentos difíceis na nossa vida! Somos mesmo barro nas mãos do Oleiro. Às vezes Ele nos quebra para nos fazer de novo! Ou nos prepara mesmo para a vida eterna com Ele!

Como Deus é bom e dá realmente o que a gente precisa!

Daí no caminho perguntei ao meu marido, “amor, vc tem me ajudado em muitos aspectos, e eu no que tenho te ajudado?”. Ele responde, “desde que começamos a namorar eu me sinto mais perto de Deus”. Daí eu sorri e falei que o casamento é mesmo um exercício para a santidade! 🙂 O amor mútuo e a comunicação sincera nos torna melhor a cada dia!

Bom, agora só nos resta celebrar!!! Agradecendo muito ao Amoroso Pai pelos grandes ensinamentos em dias bons e maus, em tempo de alegria e tempo de tristeza, em meio a dúvida e muita certeza. Sim, ele nos acolhe assim como somos e nos chama a confiar nEle, sempre!

Por do Sol

Uma semana para trilhar com fé e confiança no Dono da vida!

O que te espera lá fora? Quais são os seus planos para essa semana?Janela_instagram
A minha semana começa com 2 expectativas bem diferentes!

Uma é a expectativa do meu aniversário, agora dia 17 de Abril. Celebrar a vida para mim tem um motivo mais que especial, é celebrar o grande livramento que Deus me deu e todas as bênçãos que ele tem derramado na minha vida até aqui!

A outra expectativa é do resultado do exame médico que investigou um desconforto no meu ovário direito e da consulta com o oncologista, que será bem um dia antes do meu aniversário. Para quem já teve um câncer, sabe que é difícil controlar a ansiedade num momento em que algum sintoma persistente volta a te incomodar. Sinto o Espírito de Deus em mim dizendo, “confia em Mim”, “descanse em Mim”. Ao mesmo tempo o vasinho de barro aqui dizendo “e se ‘ele’ voltar”…

Escrever este post para mim é um exercício de confiança e fé nAquele que está no controle da minha vida. Poderia muito bem escrever a vcs no final da semana. Daí já saberia o resultado do exame. Mas, não sei. E eu confio nAquele que já sabe de mim desde a fundação do mundo.

Termino o meu post com as palavras de um sábio pastor:
“Está angustiado? Jesus oferece paz verdadeira.
Paz que o mundo não conhece nem pode dar.
A paz de Cristo coexiste com a dor e muitas vezes é temperada com as lagrimas.
Nossa paz não é apenas ausência de coisas ruins nem apenas presença de coisas boas;
nossa paz é JESUS!”

Hernandes Dias Lopes

E esta PAZ eu já posso sentir… Que Ela nos sustente para uma semana de bênçãos e desafios. E que a alegria e esperança que vem Dele inunde todos os momentos da minha tão esperada semana!

%d blogueiros gostam disto: