Arquivo da tag: Amigos

O que aprendo com os meus amigos longevos

Eu e meu marido somos pessoas que valorizam muito a amizade com pessoas idosas. Temos grandes amigos que nos inspiram com sua longevidade, alguns já estão na casa dos 80 e dos 90! Muito ativos e cheios de vitalidade. Tanto no Brasil quanto no Canadá Deus nos presenteou com a amizade de amigos longevos e que nos ensinam muito como viver a verdadeira vida. Aqui eu trago oito lições que aprendi e que ainda aprendo com esses queridos amigos:

  1. Não reclamam da vida: é impressionante como isso é uma atitude comum a todos eles. Eu nunca vi nossos amigos longevos reclamando da vida, do clima, dos filhos, das dores, da velhice, de ninguém. Eu e meu marido já fizemos um exercício de tentar lembrar de alguma reclamação deles. Nada nos veio à mente. Duas dessas amigas, já em sua terceira idade, passaram pelo tratamento de câncer. E nem assim reclamaram. Encararam como um fato da vida que estavam sobretudo no controle de Deus. Além de não reclamarem de nada, também não dão muito ouvidos às nossas reclamações. Quando reclamamos com eles de alguma coisa, eles logo abreviam a conversa e dizem, “ok, vamos orar sobre isso!”.
  1. Estão sempre gratos por alguma coisa: ao invés de reclamarem, nós sempre vemos neles gratidão. Estão sempre dando graças por alguma coisa. Por alguma bênção na família, por uma conquista do neto ou de um filho, pela fruta no pé no quintal de casa, pela cachorra que está saudável, e o motivo maior de sua gratidão, por alguém ter aceitado a Jesus como Salvador! Assim eles se alegram profundamente por saber que aquela pessoa não vai mais perecer eternamente.
  1. São ativos fisicamente: seja caminhando com o cachorro, jogando tênis, nadando 3 vezes por semana, ou simplesmente visitando aqui e ali, nenhum dos nossos amigos longevos são sedentários.
  1. São ativos intelectualmente: muitos deles já foram professores, educadores, ministros e missionários. Têm como hábito a leitura da Bíblia, de livros, de artigos, e ainda se informam sobre o que acontecem no mundo. São intelectuais e antenados com a atualidade. Alguns deles ainda escrevem artigos para revistas em seus plenos 80 e 90 anos.
  1. Têm uma dieta equilibrada: quando vamos à casa deles sempre os vemos comendo de tudo, mas não são glutões. Comem o necessário para a idade. E dão preferência à comidinhas saudáveis. Quando jovens, tinham a vida bem ativa e nunca mencionaram pra gente que fizeram dieta.
  1. São sociáveis: esses nossos amigos vivem rodeados de pessoas, da família, dos amigos da vizinhança e da igreja. Eles têm a agenda cheia de encontros sociais. Sempre estão visitando e sendo visitados. Gostam de estar com pessoas. E as pessoas amam estar com eles.
  1. Respeitam o descanso: mesmo tendo a agenda cheia de compromissos, eles sabem da necessidade de descansar e zelam por isso. Sempre que ia visitar um dos casais de amigos lonjevos, eles marcavam a visita para depois da soneca do Domingo. Todos nós precisamos de um dia de descanso por semana. Um dia para andar devagar, para contemplar, para bater papo sem pressa e para adorar ao Senhor.
  1. Têm Jesus no coração: por último e não menos importante, nossos amigos longevos têm seus corações guardados em Deus. Esperam em Deus o renôvo de suas forças antes de qualquer coisa nesse mundo. Entregam para Deus os problemas e esperam nEle a solução. Espalham o Amor de Jesus por onde passam. Oram juntos todos os dias por todos os membros da família, pela obra de Deus, pelos desafios. Não são escravos do medo, mas andam com confiança nAquele que é maior.

Um dia desses eu perguntei a um deles, “Pastor, qual é o segredo de ter uma família tão abençoada?”. Eu achei que ele ia sentar comigo e me ensinar os 10 passos para se ter uma família abençoada. Ele disse “É Deus que dá e é Deus que cuida”. Vale ou não à pena deixar tudo aos pés do Senhor? Tenho certeza que o modelo de serviço e temor a Deus, associado às orações diárias por sua família, impactaram positivamente a vida de seus mais de 50 frutos!

A atitude desses amigos também têm impactado a nossa vida profundamente. São verdadeiros mentores na nossa caminhada com Deus. Nos inspiram a viver uma vida longa e temente ao Senhor. Nos ensinam o que realmente importa nessa vida. Já adquiriram a sabedoria. E esta os enriqueceram muito mais do que o dinheiro. A alegria e o contentamento são exalados de seus corações. E a esperança de uma vida com o Senhor os fazem não temer a morte. Pelo contrário, eles vivem como se tivessem mais 90 anos pela frente!

Aos nossos Amigos longevos, o nosso amor e a nossa gratidão pela amizade de vocês!
Cherry_Blossoms

Anúncios

O post dos amigos!

Semana passada eu recebi a notícia da minha médica que meu sangue não tinha mais sinais de câncer. Até aqui, tenho muito que agradecer a Deus e à família, aos médicos
e também aos queridos amigos que me sustentaram e ainda me sustentam no decorrer dessa caminhada.

É dos amigos que quero falar hoje. Sem eles, a minha jornada contra o câncer seria mais difícil. Amigos de longas datas, de datas recentes, amigos de amigos que viraram meus amigos, amigos de fé, amigos-irmãos… aqui vai o meu sincero agradecimento!

Ainda no Canadá, me preparando para vir ao Brasil, pude contar com o apoio de amigos para chorar comigo, orar comigo, empacotar minhas coisas, mudar as minhas
coisas, carregar as minhas malas e dar aquele abraço que só os amigos sabem
dar! Não sei o que seria de mim se não fossem vocês! Sou grata a todos vocês
que pensaram e oraram por mim, mas especialmente:  Carluci e família, Babi, Pauline, Gaby , Tizi, Anne, Norine, Yunice e Angela… em Toronto! E fora os que de outras partes do Canadá me acompanharam por telefone e me ajudaram a tomar as decisões corretas, como a Dea em Vancouver.

Em Campinas-SP, durante a cirurgia, lá estavam eles! Eu e minha família fomos hospedados na casa da ABU, uma casa de estudantes que sabem muito bem o que é acolher outros estudantes perdidos na cidade. Eu era uma delas em 2002 e amei a experiência de passar um ano por lá. E agora com outra necessidade, fui mais que especialmente acolhida pelos amigos da casa da ABU! Além da companhia sempre agradável dos amigos da casa, foi um prazer rever os velhos amigos de Campinas e desfrutar da amizade deles num momento tão difícil. Queria agradecer especialmente: Tiaki, Jussara, Henderson, Aída, Claudinha,  Ana Raquel, Lucas Bracher, Carol e Juliano.

Na volta de Campinas para minha terra natal, dou uma paradinha em Vitória-ES, onde morei por quase 5 anos. Amo rever minhas amigas e amigos mineiros e capixabas. Foi lá que tive o meu primeiro corte de cabelo rumo à mudança radical que estava para
acontecer durante a quimio. Foi lá que caminhei à beira-mar, ainda meio fraca da cirurgia, na companhia de amigos queridos. Foi lá que compartilhei minhas primeiras descobertas de todo esse acontecimento em um círculo íntimo de amigas muito queridas. Especialmente agradeço à Juliana Hott, Juliana Assis, Eloisa, Cíntia, Andressa e Pastor Mário, e seus esposos e esposas e famílias, que direta e indiretamente me apoiaram e ainda me apoiam.

Então volto à minha terra natal para recuperar o fôlego e fazer novas consultas. E lá
estavam eles! As amigas de infância, os amigos da igreja, os vizinhos-amigos…
Obrigada Brígida, Dedé, Denise, Victor, Betânia, Edilza, Rosilene e a todos os
irmãos e irmãs em Cristo que oraram e continuam orando por mim!

Daí chega a hora de fazer as malas de novo. O caminho parecia indicar o tratamento com quimioterapia em São Paulo. A caminho, me hospedo em BH na casa do meu irmão e reencontro Grasi Veríssimo e família, Priscila, Lucas, Alexandre e amigos. Aproveito também a hospedagem de Cátia e Lukas Doro, pais da minha amiga Bárbara. Foi uma parada para eu recuperar o fôlego e seguir em frente! Valeu demais!

Chegando em São Paulo sou acolhida pelos meus amigos Tiago e Giovanna, onde fiquei por 1 mês ou mais, enquanto refazia todos os exames para se ter certeza que a quimio era um tratamento indicado. Eles me apoiaram e ainda acompanham com carinho cada passo, em oração e com especial atenção aos meus projetos. Alterno a
hospedagem deles com a casa da Cassinha e da Millene. Tivemos e ainda temos bons
momentos de compartilhar que fortalecem a fé, além de passeios turísticos e
comprinhas por São Paulo, né Mi? E ainda na primeira fase em São Paulo conheci
a Nívea, que em sua experiência com um câncer de mama, me ajudou muito a
entender os processos do tratamento.

Então vem a quimio. E quem primeiro me acolhe em São Paulo é a minha nova amiga Débora, que faz do seu apartamento a nossa casa e que se tornou no decorrer da caminhada uma grande amiga! Depois foi a hora de me hospedar na casa de Pedro e Mateus, que logo logo fizeram eu e minha mãe nos sentir em casa enquanto procurávamos um lugar mais definitivo pra ficar. Através do Pedro, também conheci outros bons amigos e amigas que me acompanharam nos “ups and downs” da quimio. Agradeço também à Mayra, Tânia e Netão por me ajudarem mais de perto durante o
tratamento.

Ainda em São Paulo, tive o privilégio de participar dos encontros da ABUB, durante os quais tive a oportunidade de estabelecer amizades com novos estudantes e companheiros de ministério. Ju Brunelli, André, Camila Leandro, Andrea Angé e Alê Audi Ricco, Tais Santos, Priscila e todos os outros amigos da ABU-SP que oraram e ainda me acompanham nesse Movimento tão gostoso que é a ABU. Para fortalecer ainda mais a comunhão, participei da igrejinha com as hermanas Tais e Ju Noronha e tantos outros que oraram e continuam orando pela minha recuperação.

Enfim, encontramos nosso cantinho em São Paulo! Inacreditavelmente, o contato veio do Canadá, através da minha amiga Tiziana. Quando entramos no apartamento fomos recebidas pela simpática e agora muito amiga, Vera. Ela nos fez acomodar em sua casa como se fosse a nossa também. Alugou-nos toda a casa pelo preço de um quartinho em São Paulo. Considero a casa da Vera o meu Lar de Recuperação. E eu e minha família a consideramos uma amiga muito especial, na verdade uma irmãzona, agora parte também da nossa família!

Ainda têm os amigos que não puderam participar pessoalmente do meu processo doença-saúde, mas que de longe oraram incessantemente pela minha cura e restauração. Agradeço a todos da lista de email (amigos brasileiros, canadenses, chineses, japoneses, etc) que me apoiaram em oração e pensamento durante o meu tratamento.

Não é à toa que este é o post mais longo do meu blog. Tenho o privilégio de ter uma lista longa de amigos que fizeram e fazem parte da minha vida de uma maneira muito
especial. Enquanto escrevo esse post, meu coração se aquece de gratidão a Deus
por ter colocado amigos tão especiais no meu caminho. Se hoje estou restabelecida, devo também a eles que expressaram o amor de Deus por mim.

Saibam que o meu amor e gratidão por vocês vai muito além desta homenagem no meu blog. Não podia adiar mais este blog de agradecimentos, pois estes estão sendo acumulados no decorrer de nossa amizade… Haja página de blog pra agradecer o que vocês fizeram e ainda fazem por mim! Que possamos usufruir da bênção da amizade por muitos e muitos anos de vida que, se Deus quiser, teremos pela frente!

Um beijo grande em todos! Qualquer coisa, se precisar, estou aí! 🙂

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: