Arquivo da tag: Confiança

Um pré-sentimento errado e o marido certo!

Olá queridos leitores,

O problema era um cisto. E ele é novamente funcional! Aleluia! Já falei aqui sobre cistos funcionais no ovário da mulher. E era isso mesmo o que estava acontecendo comigo! Nada grave! 🙂

Pois é isso… o meu pre-sentimento era de medo (real) e insegurança que se contrapunha à voz do Meu Deus dizendo “não temas”. Por alguns dias estava difícil ver o câncer como uma bênção na minha vida. Eu sei que foi! Não tenho dúvidas! Mas, eu tentava lembrar de como Deus me sustentou naquele período tão difícil e mesmo assim não conseguia sentir a segurança completa… E durante essas semanas de medo (sim, porque os sintomas duraram um mês inteiro) e desconfiança, Deus foi intimamente lapidando a confiança e derramando a paz. Ele foi trabalhando no meu íntimo com toda a paciência de Pai, me ensinando a confiar nEle independente do resultado.

E eu não cheguei a um nível de confiança mais elevado sozinha não. Esse mês faz 8 meses que eu casei com o Carlos, o marido que Deus me deu de presente. E cada dia tenho a certeza que tinha que ser ele mesmo. Ele caminhou comigo juntinho, acalentando os meus chôros, orando comigo, lendo a Bíblia juntos, ministrando mesmo sobre a minha vida, com toda a paciência, amor e leveza que pareciam vir diretamente de Deus! Conversamos sobre a possibilidade do câncer voltar e ele só disse uma frase “em tudo Nosso Deus será glorificado!”. E essa verdade batia no meu coração e me fazia refletir profundamente sobre essa realidade de Deus ser glorificado em momentos difíceis na nossa vida! Somos mesmo barro nas mãos do Oleiro. Às vezes Ele nos quebra para nos fazer de novo! Ou nos prepara mesmo para a vida eterna com Ele!

Como Deus é bom e dá realmente o que a gente precisa!

Daí no caminho perguntei ao meu marido, “amor, vc tem me ajudado em muitos aspectos, e eu no que tenho te ajudado?”. Ele responde, “desde que começamos a namorar eu me sinto mais perto de Deus”. Daí eu sorri e falei que o casamento é mesmo um exercício para a santidade! 🙂 O amor mútuo e a comunicação sincera nos torna melhor a cada dia!

Bom, agora só nos resta celebrar!!! Agradecendo muito ao Amoroso Pai pelos grandes ensinamentos em dias bons e maus, em tempo de alegria e tempo de tristeza, em meio a dúvida e muita certeza. Sim, ele nos acolhe assim como somos e nos chama a confiar nEle, sempre!

Por do Sol

Anúncios

Você tem medo de quê?

Desde ontem o medo tem rondado o meu coração e a minha mente… Por quê? Porque hoje é dia de encontrar a minha oncologista e receber todos os resultados dos últimos exames.

Para quem vem lendo o meu blog já sabe que eu creio em Deus Pai, Filho e Espírito Santo… sabem também que a minha caminhada até aqui tem sido uma prova do amor e da misericórdia de Deus para comigo… sabem também de quantos aprendizados eu já tive com toda essa minha trajetória desde o diagnóstico do câncer. Aprendizados para experimentar uma vida mais saudável e plena!

E eu agradeço muito a Deus (Ele sabe) de tudo isso ter acontecido comigo! Pela Sua presença constante, Seus ensinamentos… também pelo apoio e carinho da família e dos amigos…

Então por que o medo? Porque somos fracos e necessitados de Deus! Acredito que, se não tivéssemos pecado originalmente, a nossa natureza seria diferente… Não existiria o mal dentro de nós, não haveria desconfiança, dúvida, incerteza… o nosso relacionamento com o Criador seria pleno e plenamente satisfeito n’Ele e nas coisas que Ele criou para nós! Teríamos sempre a confiança no Seu cuidado e no Seu amor… sempre!

Então está tudo perdido? Não, de forma alguma! Ele nos ofereceu o Seu próprio Filho para que o nosso relacionamento pleno com Ele fosse resgatado. E é por isso que hoje eu olho para Cristo e entrego os meus medos a Ele. Reconheço as minhas fraquezas, recebo o Seu perdão e olho para a frente com a esperança de que Ele é quem tem o controle da minha vida!

E cheia dessa esperança, eu faço minhas as palavras do salmista (Salmos 56:3):

“Mas eu, quando estiver com medo, confiarei em ti”

Image

(Uma noite na UTI)

* Vou abrir um parênteses aqui na sequência pré-diagnóstico para falar de uma atual experiência…

O que parecia ser uma breve passagem pelo pronto-socorro por causa de um pico febril, acabou virando uma noite na unidade de terapia intensiva do ICESP, onde faço meu tratamento. O interessante é isto ter acontecido apenas 2 horas depois de uma conversa com uma paciente que tinha conhecido no hospital.

Vou chamá-la de Rita. Essa jovem de 20 e poucos anos de idade tem um câncer no mediastino e vem tratando com quimioterapia há quase 2 anos. Quando a encontrei pela primeira vez no corredor do hospital, ela disse que tinha acabado de ouvir do médico que o seu caso não tinha mais jeito. Ela é muito bonita e estava com um aspecto ótimo, dizendo que ainda tinha fé em Deus que ela ia sair dessa. Eu e minha mãe nos comovemos com a história de vida de Rita e começamos a orar por ela e pela família. Aconteceu então dos médicos ligarem para ela dizendo que resolveram tentar mais uma quimioterapia, e que essa seria de 12h/dia durante 5 dias. Enfim, durante a nossa conversa antes de eu passar mal, ela estava me dizendo dos terríveis efeitos colaterais deste tratamento que a tinham deixado triste e desanimada em continuar acreditando em Deus. Daí, falei para ela crer em Deus e no poder de Jesus independente de qualquer coisa.

O que estava em meu coração era que se Deus nos curasse ou não, se aliviasse nossos sintomas ou não, Ele continuaria sendo Deus e nunca mudaria seu caráter. Mas, nós sim, quando buscamos conhecer a Deus somos mudados por Ele e pela pessoa de Jesus em nós. E é na confiança do Amor de Deus por nós é que conseguimos aceitar e suportar as dificuldades em nossas vidas.

Eu só não sabia que 2 horas depois tudo isso que estava em meu coração ia ser posto em prova. Tive um pico febril que não baixava por nada, dores por todo o corpo, calafrio e queda de pressão arterial. Fui para o pronto socorro e lá, a médica com toda a calma disse “vamos ter que te levar pra UTI pra te monitorar mais de perto”. E eu “UTI? Como assim? Tô bem, respirando, consciente, falando…”. Naquela hora um momentâneo terror da UTI bateu em meu coração, mesmo sabendo que eles estavam me levando por precaução, caso aquela febre fosse um sinal de uma infecção grave. Então imediatamente, ainda deitada na maca do PS, veio na minha cabeça a frase que eu disse à Rita… “você tem que confiar em Deus independente de qualquer coisa”. Naquela mesma hora clamei a Deus e pedi a Ele para acalmar meu coração e para que eu confiasse nEle independente do que estava por vir.

Felizmente, a febre e todos os sintomas desapareceram em menos de 2 horas de internação, mas fiquei na UTI por quase 12 horas. Mesmo sabendo que aquela abordagem toda de médicos cuidadosos era só por precaução e com todos os profisisonais ali amáveis naquela UTI linda, ampla e com janelas de vidro de fora a fora, eu não queria passar nem mais 1 minuto ali dentro além do necessário. Então fui de alta pra enfermaria e de lá pra casa, permanecendo no hospital menos de 48 horas.

Eu sei que minha reação à quimio não chega nem perto do que Rita está passando. Mas, acredito que, em dimensões diferentes, nós duas fomos colocadas à prova de confiar no DEUS EU SOU, independente de qualquer coisa!

%d blogueiros gostam disto: