Arquivo da tag:

Por onde andava a minha fé…

Eu achei que não estava tão longe assim. Mas, logo que Deus novamente afinou o meu relacionamento com Ele, vi que antes eu era como um barquinho à deriva que sorrateiramente ia se afastando da praia.

Naquele tumulto todo de stress, emoções fora do lugar, confrontameto da fé na universidade, não soube ao certo o que levou meu coração a ficar tão duvidoso quanto a certos aspectos da minha fé cristã. De alguma forma, eu parecia estar longe de Deus. Aquele mesmo Deus que se revelou a mim através da pessoa de Jesus Cristo quando tinha apenas 6 anos de idade. Aquele mesmo Deus que se mostrou presente em tantos momentos decisivos da minha história. Aquele mesmo Deus que moveu barreiras intransponíveis para manifestar Sua glória em minha vida. Aquele mesmo Deus que alcançou a vida do meu pai e que o tornou um servo d’Ele. Aquele mesmo Deus que se revelou a tantos estudantes nas universidades do Brasil e do mundo, enquanto fazia (e ainda faço) parte da Aliança Bíblica Universitária. Aquele mesmo Deus que se tornou conhecido à dezenas de estudantes internacionais no Canadá durante nossos estudos bíblicos. Aquele mesmo Deus que vem agindo na vida de milhares ao redor do mundo para dar sentido à vida e resgatar nossa verdadeira identidade de Filhos de Deus. Era deste Deus, do qual passei a minha vida inteira tão perto, que estava me afastando naquele momento.

Hoje me pergunto como isso veio a acontecer. Bom, aprendi com o prórpio Jesus que é lá no íntimo do coração que o pecado cria suas raízes. Ele disse à multidão, no Sermão do Monte, que os atos externos, como por exemplo o adultério e o assassinato, têm sua origem nos sentimentos e desejos maliciosos do homem lá dentro de seu coração. E é exatamente lá que a pessoa de Jesus quer entrar e mudar tudo.

Confesso que meses antes de adoecer, externamente continuava a mesma pessoa, com as mesmas “atividades religiosas”. Era lá dentro de mim que alguns fundamentos da minha fé estavam estranhamente começando a ruir, mas não totalmente. Alguns pilares ainda estavam bem sólidos, mas outros, principalmente os relacionados à fé no sobrenatural, já apresentavam rachaduras.

Hoje eu entendo perfeitamente que não podemos acreditar pela metade. Não podemos acreditar somente em determinadas partes das Escrituras Sagradas. Não dá pra acreditar que Deus pode mudar somente certos aspectos da vida humana. Não dá pra entregar somente parte do nosso coração a Ele. Ele conhece tudo e quer novamente ser o Senhor de tudo o que há em nós, como era lá no princípio de todas as coisas.

Ainda não conhecemos tudo, vemos parcialmente, como já dizia o apóstolo Paulo em I Coríntios 13:12. Mas, um dia veremos face a face Aquele que é o autor e consumador de nossa fé! Você crê?

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: