Arquivo da tag: Procrastinação

Vale a pena deixar para depois?

Já dizia o provérbio… “não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje”. Mas, todos nós temos tantas coisas a fazer em um só dia que as 24 horas não bastam. Então procrastinar torna-se um hábito na vida de milhares de pessoas ao redor do mundo, incluindo a minha. Este hábito de adiar uma ação, que poderia ser feita em determinado momento, pode ser considerado um bem ou um mal.

A procrastinação se torna perigosa, inclusive à saúde, quando gera stress para se completar uma tarefa adiada para a última hora ou quando gera a angústia de não se tê-la feito… ainda. Mas, a procrastinação também traz um certo prazer e alívio. Um alívio falso e momentâneo de não ter que lidar com uma tarefa mais complexa e de maior esforço em um determinado momento. Então se distrair com algo mais fácil e divertido de se fazer em comparação à tarefa em questão, torna a procrastinação mais gostosa e atraente.

Quem nunca procrastinou em frente ao Facebook? A rede social mais famosa do mundo diariamente distrai a maioria de nós de coisas mais importantes a fazer. As centenas de atualizações diárias com fotos e status de dezenas de amigos nos deixam loucos e curiosos para clicar e continuar clicando. Quando damos conta do tempo, este já se foi… daí a madrugada nos espera para terminarmos nossos afazeres.

Bom, não sou psicóloga nem terapeuta para dar conselhos sobre procrastinação. Não sei, mas na minha cabeça, eu comparo a procrastinação à obesidade. Nesta acumulamos gordura desnecessária ao organismo, e naquela acumulamos atividades contrárias à produtividade. E ambas, para serem combatidas/evitadas exigem muita disciplina, determinação e exercício diário!

Na apresentação deste blog, disse francamente que tenho dificuldade em planejar e organizar melhor o meu tempo. E acredito que, como muita gente nesse mundo, ainda sofra de procrastinação. Só não quero que esta se torne patológica, nunca mais! Sei que diariamente terei que fazer o esforço de planejar melhor minhas atividades, focar na tarefa mais importante do dia, dizer não às distrações, etc… até que tudo isso se torne um hábito natural e prazeiroso.

No post de apresentação dos primeiros capítulos deste blog disse que falaria de 4 fatores que afetaram a minha saúde: 1. o stress e o estado emocional, 2. a alimentação, 3. a atividade física, 4. a espiritualidade (digo, meu relacionamento com o Deus da Bíblia). Hoje, acredito realmente que a procrastinação, embebida em todos esses fatores, comprometeu a minha saúde.

Agora chega de falar do que já passou e me atrapalhou! Daqui para a frente vocês vão me acompanhar no passo-a-passo do meu novo “regime”, na fase de recuperação e reorganização da vida. Em algumas áreas tenho sido mais bem sucedida do que em outras. Mas, o importante é olharmos para o Alvo e seguirmos sempre em frente!

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: